in ,

Abrindo os horizontes

Quem tem a mesma curiosidade que eu em relação aos saquês?
Nas últimas semanas, resolvi pesquisar um pouco sobre essa bebida tradicional japonesa

Estou aqui como um consumidor normal, sem especialização, sem ser expert ou nada do gênero. Apenas quero contar as minhas experiências com o Saquê e o porquê ele anda atiçando o meu interesse.

Principalmente depois que descobri a existência dos Saquês artesanais e regionais, conhecidos como Jizake.

Na foto destaque, foram dois que experimentei :
Amanoto (Junmai Daiginjo) e o Hakuko Tokubetsu (Tokubetsu Junmai) adquiridos na Nishiki Sake, que trabalham apenas com jizake.

Um detalhe sobre o saquê, ele é uma bebida alcoólica fermentada e não destilada como muitos imaginam.

Sobre a classificação, tem uma variedade enorme de termos que vou apresentando aos poucos e conforme vou me familiarizando com eles também.

Hakuko na esquerda e o Amanoto na direita

O “Junmai” é quando aproveitam 100% do álcool retirado do arroz, não passa pelo processo de acréscimo que, por exemplo tem o que chamam de “Honjozo”, adicionando entre 6 a 7% de álcool destilado com polimento utilizando até 70%.

E esse “Tokubetsu” aí? Significa ESPECIAL e que passou por algum processo diferenciado para classificar como tal, seja através do polimento ou o tipo do arroz utilizado.

Pode ter o “Tokubetsu Junmai” e o “Tokubetsu Honjozo”, dizem que é uma categoria abaixo do Premium, o Ginjo e o Daiginjo.

Agora falando desses, o Ginjo é quando utilizam entre 51 a 60% do arroz e o Daiginjo é de 50% para menos.

Ainda tem mais uma infinidade de informações que diferenciam os estilos de saquês. Só posso dizer que é um universo de aromas, texturas e sabores.

Como disse no começo, não quero ser nenhum mestre ou coisa do gênero nisso, é apenas a vontade de conhecer mais e apreciar como outras bebidas também.

Nos próximos vou contar mais como foi a minha experiência com eles e o que tentei harmonizar também.

Bora comer e beber!

Written by Alex Minho

Um designer gráfico autônomo que é apaixonado por gastronomia e começou essa aventura através das hamburguerias, sempre visitando novos lugares e experimentando novos sabores. Em todos os lugares, estamos passando por uma experiência visual junto com a gastronômica.

Comments

Leave a Reply

One Ping

  1. Pingback: Sakê harmoniza com o que? | Gastronominho

Deixe o seu comentário

Loading…

0