in

[GULODICAS] 5 confeitarias orientais para conhecer em SP

A Ásia não costuma ser lembrada pelos seus doces, principalmente para quem acha que feijão é ingrediente de comida salgada. A confeitaria local, no entanto, incorporou diversas receitas ocidentais via Japão – onde os doces no estilo europeu são chamados de yoogashi(洋菓子). São bolos, bombas, mousses e pudins com quantidade reduzida de açúcar, que deixa tudo mais leve. Valem o capricho na apresentação e o uso sábio das frutas.

1. Sweet Deli

Foto : Revista Gosto

A pâtissière Viviane Wakuda, depois de passar pela Pâtisserie Douce France e pelo Café Kazu, achou um espaço numa galeria da Avenida Paulista, ao lado do Conjunto Nacional, para oferecer doces ocidentais com olhar japonês (mas nem todos). O que significa isso? Menos açúcar, mais leveza e ingredientes como o matchá, pó de chá verde que confere um amargo sútil, com algo de chocolate branco no sabor.

Muito procurado é o bolo mousse de matchá. Tem torta de creme de manga, macarons e mais um clássico das confeitarias japonesas: o short cake de morango, bem fofo.

Avenida Paulista, 2001 – Galeria 2001 – lojas 4 e 5 – Bela Vista – São Paulo-SP. Tel.: (11) 3287 9760. De segunda a sexta, das 8h30 às 19h30. 

2. Café do Espaço Kazu

Foto : Revista Gosto

No Kazu, os macarons e os choux creams, amados pelos japoneses, são o melhor da leveza para acompanhar um café ou um chá. A torta de frutas, com a variedade bonita da foto, é uma das melhores no grupo dos menos leves. As frutas são bem escolhidas e complementam o sabor com o doce/azedo, além do efeito estético. Assim como no Sweet Deli, os bolos não são molhadinhos. Os japoneses preferem um pão de ló fofo, que, em japonês, é descrito por uma onomatopeia precisa: “fuá-fuá”.

Rua Tomaz Gonzaga, 84, Liberdade, São Paulo-SP. Tel.: (11) 3208-6177 ou 3208-6179. Terça a domingo, das 11h às 21h. 

3. Kanazawa

Foto : Revista Gosto

Aqui os doces são japoneses mesmo. Feitos de gelatina kanten (agar-agar), doce de feijão e outros ingredientes incomuns na confeitaria do lado de cá do mundo. Não têm a mesma beleza nem a delicadeza dos originais japoneses, mas são os mais gostosos que se pode encontrar aqui. Os chamados de “nama”, “cru” em japonês, devem ser consumidos no mesmo dia. Perfeitos para comer com chá verde. Como o sakura-moti, envolto por uma folha de cerejeira levemente salgada.

Foto : Revista Gosto

Rua Galvão Bueno, 379 – Liberdade – São Paulo-SP. Tel.: (11) 3207-1801. De segunda a domingo, das 8h30 às 19h30.

4. Fresh Cake Factory

Foto : Revista Gosto

Doces ocidentais ganham versões coreanas: o bolo de batata doce é um dos mais interessantes, porém um pouco doce demais. Os profiteroles com recheio de chocolate e creme de confeiteiro, chamados em Japão e Coreia de chuu kurimu, são versão do francês chou à la crème. A vantagem é que os orientais fazem uma versão menos doce que a nossa, que deixa bem mais fácil de comer. A desvantagem é que dá vontade de pegar uns cinco logo de uma vez.

Rua Prates, 585, Bom Retiro, São Paulo-SP. Tel.: (11) 3311-6362. De segunda a sábado, das 7h30 às 21h.

5. Doceria Alteza

Foto : Revista Gosto

Os doces não são tão caprichados, mas os preços são, sem dúvida, os mais atraentes. Tem mil-folhas de chá-verde e musse de melão e bolos recheados. Vende bolos inteiros sob encomenda. Tem só alguns bancos, com um balcão curto – melhor para uma sobremesa rápida com espresso.

Rua Américo de Campos, 36, Liberdade, São Paulo-SP. Tel.: (11) 3203-1388. De segunda a domingo, das 10h30 às 18h30.

Fonte : Revista Gosto

Written by Alex Minho

Um designer gráfico autônomo que é apaixonado por gastronomia e começou essa aventura através das hamburguerias, sempre visitando novos lugares e experimentando novos sabores. Em todos os lugares, estamos passando por uma experiência visual junto com a gastronômica.

Comments

Leave a Reply
  1. Ah, esqueci da padoca taiwanesa Hawei, opção para quem quer comer bem, barato (preço bem camarada mesmo! Talvez mais camarada até que o do Alteza! w) e quer fugir do lugar comum!
    O Hawei (Rua da Glória, 592) é uma padoca simples, que está “escondida” na mesma calçada do restaurante RongHe e tem a mesma pegada do Melonpan que eu já havia comentado anteriormente: pães orientais como custard cream (o corn pan recheado com creme brulèe), anpan de “n” tipos, mooncake (pãozinho doce da sorte, típico do Ano Novo Lunar), karepan, empanadas chinesas de massa levemente folhada, uns kasuteraa bonitos.. vale a pena se arriscar e visitar! 😉

  2. Minho, essas são apenas a ponta do Iceberg! Faço coro contigo em relação à qualidade (?) do itiriki ultimamente.. dinheiro jogado no lixo por tampouco é osso..

    Vale a pena conhecer outras padarias / cafés coreanos do Bom Retiro como o Bellapan (Rua Prates, 547), famooooooooooooso pelo “chapssal donuts” (pense em bolinhas fritas de mochi recheadas com mel, mix de castanhas, nozes e gergelim), patbingsu (o equivalente ao “anmitsu” japonês, uma raspadinha giga guarnecida com azuki, frutas e afins, para comer com a galera!), bagel doce com massa de café e requeijão, pão doce com recheio de kabocha e mochi, chiffon cake de batata doce, além outras receitas típicas deles! Para acompanhar, vá de Yujacha (chá de yuzu) ou dukgumle!

    Na Vila Mariana há confeitarias japonesas e taiwanesas não tão conhecidas mas que merecem atenção! Há os pães e bolos orientais deliciosos do Melonpan (Na Dr. Graça Aranha, pertinho do Metrô Ana Rosa e do BBQ Chicken! Vá de Mellonpan ou de chiffon cake de maccha que é sucesso!) e o Hokkaido Café (R.Pitangueiras, 66, entre os metrôs Pça. da Árvore e Saúde! O Maccha cake deles é um velho conhecido entre os meus amigos é imbatível!), confort food no melhor estilo nikkei paulistaníssimo sem firula!

  3. Ja fui em todos! *-* HSUAHAYAHAYA e, em questao de doce, acho q prefiro o Kazu ou i Sweet Deli mesmo (sao bem parecidos). O meu doce favorito é o Choux Cream de amendoas do Kazu! Super recomendo! *-*

    • Olhaaaa!! Aí sim, Miwa!!
      Já anotei essa indicação no Kazu!!

      Vou provar também!! 🙂
      outro dia, fui no Sweet Deli e provei a Pavlova e saí de lá querendo experimentar tudo… hHAOEUuahe

    • Confesso que ele não me agrada como antigamente… parece que ficou estagnado no tempo rsrsrs

      mas, ainda é uma opção para a região da liberdade, com certeza 🙂

Deixe o seu comentário

Loading…

0